Trump volta atrás em defesa de aumento de impostos para ricos dos EUA

WASHINGTON (Reuters) - O provável candidato presidencial republicano, Donald Trump, voltou atrás nesta segunda-feira nos comentários que fez a respeito de um aumento de impostos para os norte-americanos ricos, dizendo que estes podem simplesmente ter uma redução tributária menor do que aquela que propôs anteriormente.

No domingo, Trump disse que os impostos sobre os abastados dos Estados Unidos "subiriam um pouquinho" assim que suas amplas propostas de política fiscal, que incluem um abatimento de impostos para os ricos, fossem negociadas com o Congresso – um aparente rompimento com o apoio tradicional dos republicanos a impostos menores para todas as faixas sujeitas a tributação.

Mas nesta segunda-feira o magnata negou ter deixado implícito que está disposto a aumentar os impostos para pessoas em faixas de renda superiores em relação ao nível atual, afirmando que se referia a ajustes em potencial em sua própria política tributária.

"Posso ter que elevá-los para os ricos – não permitirei que sejam elevados para a classe média", disse Trump à CNN. "Agora, se eu aumentá-los para os ricos, isso significa que eles ainda continuarão pagando menos do que pagam atualmente. Estou falando de aumentá-los em relação à minha proposta tributária".

A proposta, divulgada em setembro, inclui grandes isenções para empreendimentos comerciais e famílias, e o percentual mais alto de tributação diminuiria dos atuais 39,6 por cento para 25 por cento.

Trump, bilionário do setor imobiliário, disse também nesta segunda-feira que diminuir os impostos para a classe média e o empresariado é sua prioridade.

(Por Doina Chiacu)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos