Em ação no Supremo, AGU diz que afastamento de Cunha confirma tese de desvio de finalidade

BRASÍLIA (Reuters) - A Advocacia-Geral da União entrou nesta terça-feira com ação Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo uma liminar que suspenda o processo de impeachment, com o argumento de que o afastamento do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) da Câmara confirma a tese de que houve desvio de poder ao aceitar o pedido contra a presidente Dilma Rousseff.

No mérito, a ação da AGU pede a anulação do pedido de impeachment em trâmite no Congresso.

(Reportagem de Leonardo Goy)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos