China diz que Taiwan terá culpa por qualquer crise após posse de novo governo

PEQUIM (Reuters) - O novo governo de Taiwan será o culpado por qualquer crise com a China que possa vir à tona após assumir o poder, disse Pequim nesta quarta-feira, aumentando a pressão antes da posse de uma nova presidente de um partido pró-independência.

A China e Taiwan iniciaram uma reaproximação ainda sob os auspícios do governo anterior, que era controlado por nacionalistas simpáticos a Pequim, mas os laços começaram a se tensionar com seus sucessores, a nova presidente taiwanesa, Tsai Ing-wen, e seu Partido Democrático Progressista (DPP na sigla em inglês).

Tsai e o DPP venceram as eleições presidencial e parlamentar por larga margem em janeiro, em parte graças ao crescente sentimento anti-China .

Pequim nunca descartou o uso de força para tomar a ilha, que considera uma província rebelde, especialmente se ela ensaiar uma independência.

Tsai, que toma posse no dia 20 de maio, disse que irá manter a situação presente, mas jamais concordou com um acordo bilateral crucial que referenda o princípio de "uma China", o que revoltou Pequim.

Conforme o "consenso de 1992" com o Partido Nacionalista, Taiwan e o gigante asiático concordaram que só existe uma China, mas cada país tem sua própria interpretação do que isso significa. Forças nacionalistas derrotadas fugiram para Taiwan no final da guerra civil com os comunistas em 1949.

         (Por Ben Blanchard)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos