Desemprego na América Latina vai superar 7% em 2016 com deterioração econômica, diz Cepal e OIT

SANTIAGO (Reuters) - O desemprego urbano na América Latina e Caribe subirá a mais de 7 por cento em 2016, acima do registrado no ano passado, devido à deterioração econômica da região, segundo estimativas da Comissão Econômica para América Latina e Caribe (Cepal) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT) divulgadas nesta quarta-feira.

A Cepal e a OIT disseram em comunicado que a desocupação urbana crescerá em mais de 0,5 ponto percentual ante 2015.

"A evolução dos mercados de trabalho na América Latina e Caribe durante 2016 será, em geral, negativa, devido à previsão de um contexto macroeconômico e de crescimento mais deteriorado que no ano passado, e ao enfraquecimento de alguns indicadores de emprego", disseram as organizações.

Em 2015, a taxa de desemprego médio chegou a 6,5 por cento na região, devido à leve contração do Produto Interno Bruto (PIB) regional.

(Por Antonio de la Jara)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos