Chefe da ONU está monitorando situação no Brasil e pede "calma e diálogo"

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, está monitorando os acontecimentos no Brasil e pede calma, depois que o Senado autorizou a abertura de processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, afastando-a do cargo, disse o porta-voz da ONU Stephane Dujarric nesta quinta-feira.

"O secretário-geral faz um apelo por calma e diálogo entre todos os setores da sociedade", disse o porta-voz a repórteres. "Ele confia que as autoridades do país vão honrar o processo democrático, cumprindo com o Estado de Direito e a Constituição".

(Reportagem de Louis Charbonneau)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos