Papa Francisco irá estudar aumento do papel das mulheres na Igreja

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco concordou em criar uma comissão para analisar se as mulheres podem servir como diaconisas, relatou a mídia local nesta quinta-feira, uma medida potencialmente histórica que pode acabar com o domínio masculino no clero da Igreja Católica.

Os diáconos são clérigos ordenados que ficam logo abaixo dos padres na hierarquia da Igreja. Eles podem pregar e oficiar batismos, enterros e casamentos, mas não podem rezar missas, ouvir confissões ou ungir doentes.

Participando de um encontro internacional de freiras no Vaticano, o papa foi indagado por que as mulheres não podem atuar como diaconisas, e um delegado sugeriu que seria uma boa ideia criar uma comissão para estudar o tema.

"Eu acho. Seria uma boa ideia a Igreja esclarecer esse ponto. Concordo", disse ele, segundo a agência de notícias italiana Ansa. O porta-voz do Vaticano disse não poder confirmar nem negar os comentários.

A Igreja ensina que as mulheres não podem ser padres porque Jesus escolheu de livre e espontânea vontade só ter homens como apóstolos. Mas São Paulo se refere na Bíblia a uma diaconisa chamada Febe, levando católicos liberais a argumentarem que existe um precedente claro para que as mulheres desempenhem um papel muito mais importante na vida da Igreja.

 (Por Crispian Balmer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos