Trump e Ryan se aproximam em reunião no Congresso, mas diferenças permanecem

Por Steve Holland e Susan Cornwell

WASHINGTON (Reuters) - O presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, Paul Ryan, só faltou dar o seu endosso a Donald Trump, candidato republicano a presidente, nesta quinta-feira, em conversa com o objetivo de cicatrizar as feridas no partido por conta da combativa campanha do bilionário à Casa Branca.

O candidato insurgente e o líder do mainstream republicano deram uma interpretação positiva à reunião que tiveram no Comitê Nacional Republicano no Congresso, à medida que Trump busca o apoio de mais políticos do partido.

"Essa foi a nossa primeira reunião, mas foi um passo muito positivo em direção à unificação”, disseram os dois num comunicado conjunto. “As coisas funcionaram realmente bem!”, afirmou mais tarde Trump via Twitter.

Líderes partidários estão normalmente prontos para apoiar um candidato a presidente nomeado e juntar forças na briga até a eleição geral de novembro. No entanto, Ryan tem segurado o seu endosso a Trump preocupado com a retórica bombástica do empresário e suas ideias sobre políticas, algumas das quais vão de encontro à antiga doutrina republicana.

Ryan se opôs a proposta de Trump de banir temporariamente muçulmanos de entrar nos EUA, deportar 11 milhões de imigrantes ilegais e impor regras comerciais protecionistas.

Em declarações à imprensa depois da reunião, o parlamentar afirmou que o encontro o encorajara, mas mais trabalho era necessário.

“Não é segredo que Donald Trump e eu temos tido as nossas diferenças. Nós conversamos sobre essas diferenças hoje”, declarou Ryan na sua entrevista semanal à imprensa. “Eu realmente acredito que nós estamos plantando as sementes para conseguirmos nos unificar.”

Ryan, que pode ter aspirações para concorrer a presidente em 2020 ou mais tarde, notou que é positivo que Trump esteja trazendo novos eleitores para o partido.

"Mas a questão é: nós poderemos acordar princípios comuns que una todos nós?”, indagou Ryan.

O encontro foi organizado pelo presidente do Comitê Republicano, Reince Priebus, um aliado de Ryan que tem tentado levar republicanos para o lado de Trump, preocupado que um partido dividido entregue com facilidade a Casa Branca e talvez até o controle do Congresso para os democratas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos