Força Sindical classifica de "estapafúrdias" ideias de Meirelles sobre Previdência

SÃO PAULO (Reuters) - A Força Sindical, uma das principais centrais sindicais do país, classificou nesta sexta-feira de "estapafúrdias" as ideias do novo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, para a reforma da Previdência, indicando as dificuldades que o governo interino de Michel Temer terá pela frente para aprovar reformas.

Em suas primeiras manifestações como ministro da Fazenda, Meirelles defendeu a implantação de idade mínima para as aposentadorias.

"A estapafúrdia ideia defendida pelo atual ministro é inaceitável porque prejudica quem ingressa mais cedo no mercado de trabalho, ou seja, a maioria dos trabalhadores brasileiros", disse a entidade em nota assinada pelo seu presidente, o deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP), o Paulinho da Força.

Paulinho, aliado do presidente afastado da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e a Força Sindical faziam oposição ao governo da presidente Dilma Rousseff, do PT, e apoiam o impeachment.

"Vamos resistir a mais este ataque a direitos e conquistas que, a duras penas, foram acumulados ao longo da história de lutas da classe trabalhadora brasileira", acrescentou Paulinho.

(Por Raquel Stenzel)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos