Trump escolhe cético sobre mudanças climáticas para aconselhá-lo sobre energia

WASHINGTON/NOVA YORK (Reuters) - Donald Trump escolheu nesta sexta-feira um proeminente cético acerca das mudanças climáticas para ajudá-lo a elaborar a sua política energética e reagiu contra novos pedidos para que ele divulgue as suas informações fiscais, dizendo que o imposto dele “não é da sua conta”.

O potencial candidato republicano a presidente está buscando elaborar o seu programa de governo no momento em que ele deixa de fazer campanha para a nomeação do partido e passa a focar no provável confronto com a democrata Hillary Clinton nas eleições presidenciais.

Ele pediu ajuda para, entre outros, o deputado republicano Kevin Cramer, de Dakota do Norte, um dos defensores mais ardentes da exploração de petróleo e gás no país e um dos mais céticos em relação às mudanças climáticas. Dakota do Norte tem estado na liderança da expansão energética norte-americana.

A equipe de Trump pediu a Cramer, que deu apoio ao candidato, para escrever um relatório detalhado sobre as suas ideias para política energética, segundo Cramer e fontes familiares com o assunto.

Cramer afirmou numa entrevista que o seu relatório enfatizaria os perigos da propriedade estrangeira dos bens energéticos norte-americanos e também do que ele chamou de impostos pesados e excesso de regulação. Trump terá a oportunidade de testar algumas das ideias num encontro sobre energia em Dakota do Norte, em 26 de maio, afirmou Cramer.

(Por Valerie Volcovici e Emily Flitter)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos