Vaticano minimiza expectativas de ordenamento de diaconisas na igreja

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O Vaticano procurou arrefecer nesta sexta-feira as expectativas de que o papa Francisco possa estar disposto a ordenar mulheres como diaconisas depois de alimentar as esperanças dos católicos liberais ao prometer criar uma comissão para estudar o assunto.

Os diáconos são clérigos ordenados que ficam logo abaixo dos padres na hierarquia da igreja. Eles podem pregar e oficiar batismos, enterros e casamentos, mas não podem rezar missas, ouvir confissões ou ungir doentes.

    O papel é reservado para homens, que, ao contrário dos padres, podem se casar. Durante uma sessão de perguntas e respostas na quinta-feira, o papa foi indagado se seria possível montar uma comissão para analisar se as mulheres podem servir como diaconisas.

    "Seria uma boa ideia a igreja esclarecer esse ponto. Concordo", respondeu o pontífice ao participar de um encontro internacional de freiras no Vaticano, desencadeando um debate enorme, que chegou às redes sociais, sobre a possibilidade de Francisco estar prestes a sacudir a igreja alterando o clero exclusivamente masculino da instituição.

    Mas 24 horas após seus comentários, o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, se prontificou a conter tal especulação.

    "É preciso ser honesto. O papa não disse que tem qualquer intenção de adotar o ordenamento de diaconisas, muito menos o ordenamento de mulheres como padres", disse ele à rádio do Vaticano.

    "Seria equivocado reduzir as muitas coisas importantes que o papa disse às freiras a esta única questão".

(Por Crispian Balmer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos