Diretor da Abin pede demissão, diz Folha

(Reuters) - O diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Wilson Roberto Trezza, pediu demissão do cargo por se sentir desprestigiado pelo novo governo do presidente interino Michel Temer, mas deve permanecer no cargo até o final dos Jogos Rio 2016, em agosto, para não prejudicar a segurança do evento, segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo nesta terça-feira.

De acordo com a Folha, Trezza se sentiu desprestigiado devido à decisão do presidente interino de recriar o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) sem antes discutir a ideia com a Abin. Trezza, que está no cargo há oito anos, pediu demissão pessoalmente ao novo ministro do GSI, general Sérgio Etchegoyen, segundo o jornal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos