Incêndio florestal no Canadá ruma ao norte e prolonga pausa na extração petrolífera

CALGARY, Alberta (Reuters) - Um enorme incêndio florestal nos arredores da região de areias betuminosas de Fort McMurray, em Alberta, no Canadá, tomou a direção das instalações de produção de petróleo nesta terça-feira e prorrogou a interrupção de extração petrolífera, que vem causando uma perda de um milhão de barris por dia.

O fogo rompeu uma área de contenção essencial, da qual plantas e árvores foram retiradas no final de segunda-feira para impedir seu progresso, e seguiu para o norte de Fort McMurray, rumo às areias betuminosas. Cerca de 8 mil trabalhadores foram retirados da parte norte da província, coberta por uma floresta densa.

As chamas fora de controle se espalharam por 355 mil hectares, ante 285 mil hectares na segunda-feira. As altas temperaturas e o ventos estão trabalhando contra os bombeiros, disseram autoridades.

"Esta é uma guinada bastante inesperada de 180o graus nos eventos", disse Jackie Forrest, vice-presidente de pesquisa energética da empresa ARC Financial Corp. "É realista pensar que esta interrupção irá durar mais uma, duas semanas".

"A questão de (o incêndio) estar indo para o norte é que tem o potencial de afetar uma parte muito maior da produção e afetar instalações que estavam sendo consideradas livres de danos", explicou.

(Por Nia Williams)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos