Líder opositor russo Alexei Navalny e apoiadores são atacados no sul da Rússia

Por Andrew Osborn

MOSCOU (Reuters) - O líder opositor russo Alexei Navalny e outros ativistas anticorrupção foram atacados, atirados no chão e chutados por um grupo de homens em um aeroporto no sul da Rússia nesta terça-feira, de acordo com um vídeo publicado em redes sociais.

As imagens mostram os agressores, descritos por Navalny como cossacos e usando chapéus de pele tradicionais, alguns com uniformes de estilo militar e botas negras, derramando leite nos ativistas do lado de fora do terminal do aeroporto de Anapa, cerca de 1.500 quilômetros ao sul de Moscou, antes de agredi-los.

Dmitry Slaboda, um dos cossacos, disse que o plano original era somente atirar leite em Navalny e seus apoiadores e insultá-los, mas que as coisas se tornaram violentas depois que um deles derrubou um cossaco idoso com uma cotovelada.

"A luta começou por causa desse golpe", afirmou Slaboda à rádio Govorit Moskva. "Só queríamos mostrar a eles que não há espaço aqui para Navalny, que vive com dinheiro dos Estados Unidos."

Um dos ativistas pode ser visto na filmagem prostrado no chão depois de ser chutado na cabeça. Navalny disse que o homem teve que ser hospitalizado mais tarde e que cinco outros ativistas, incluindo ele mesmo, também tiveram ferimentos.        

Paramilitares cossacos que se consideram patriotas conservadores ajudaram a Rússia a anexar a península da Crimeia da Ucrânia em 2014. Milicianos cossacos também atacaram a banda punk Pussy Riot com chicotes e gás lacrimogêneo em Sochi, balneário russo que sediou a Olimpíada de Inverno de 2014, quando suas integrantes tentavam tocar uma canção que debochava do presidente russo, Vladimir Putin.

Navalny, de 39 anos, que acusou autoridades do primeiro escalão do governo, começando com Putin, de corrupção, é um dos líderes mais destacados da pequena oposição liberal do país e criador da Fundação Anticorrupção da Rússia.

A Rússia deve realizar eleições parlamentares em setembro, e Navalny e seu grupo voltavam de um final de semana dedicado a recrutar membros na área quando foram agredidos.

A mídia estatal e políticos pró-Kremlin vêm pintando a oposição liberal, que só tem um legislador simpático à causa nos 450 assentos da câmara baixa do Parlamento, como uma quinta coluna financiada com dinheiro estrangeiro determinada a sabotar a nação.

Navalny, que viajava com a esposa e os filhos pequenos, disse que o ataque foi levado a cabo por cerca de 30 cossacos e que eles também esmurraram as mulheres. Ele acusou a polícia de não fazer nada para deter a violência e de ter ajudado a planejar a agressão.

"Os 'cossacos' e a polícia realizaram os ataques, mas é claro que foram as autoridades que o organizaram", disse Navalny nas redes sociais.

         (Reportagem adicional de Dmitry Solovyov)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos