Três ataques a bomba deixam 70 mortos na capital do Iraque

Por Kareem Raheem

BAGDÁ (Reuters) - Pelo menos 72 pessoas foram mortas e mais de 140 ficaram feridas em três atentados em Bagdá nesta terça-feira, informaram a polícia e fontes médicas, ampliando a onda mortal de ataques na capital do Iraque neste ano.

O Estado Islâmico reivindicou um atentado suicida que matou 38 pessoas e feriu mais de 70 em um mercado no distrito de maioria xiita al-Shaab.

Um carro-bomba na vizinhança xiita de Sadr City deixou pelo menos 28 mortos e 57 feridos, e um outro carro explodiu no bairro misto xiita-sunita de al-Rasheed, ao sul da capital, matando seis pessoas e ferindo 21, segundo as fontes.

O primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi, ordenou a prisão do oficial responsável pela segurança de al-Shaab após o ataque, informou o gabinete de Abadi em um comunicado, sem dar motivo para a detenção.

Ataques reivindicados pelo Estado Islâmico dentro e em torno da cidade na semana passada mataram mais de 100 pessoas, o maior número de mortos em poucos dias até agora este ano, o que provocou irritação e protestos de rua contra o fracasso do governo em garantir a segurança.

A segurança havia melhorado em Bagdá nos últimos anos, quando as tensões sectárias diminuíram e o perímetro da cidade foi fortificado. No entanto, o Estado Islâmico, formado por militantes sunitas ultra-radicais que controlam partes do norte e oeste do Iraque, realiza atentados suicidas cada vez mais regulares na capital, atingindo áreas xiitas e alvos do governo, apesar de não ter tentado tomar a cidade.

(Reportagem adicional de Saif Hameed e Mostafa Hashem no Cairo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos