Equador é atingido por terremoto de magnitude 6,7; presidente fala em poucos danos

Por Alexandra Valencia

QUITO (Reuters) - Um terremoto de magnitude 6,7 atingiu a costa do Equador na madrugada desta quarta-feira na mesma região onde um tremor de magnitude 7,8 matou mais de 650 pessoas no mês passado.

Não houvem relatos de danos significativos do sismo desta quarta, que interrompeu a eletricidade em algumas áreas costeiras e fez as pessoas correrem para as ruas até na região mais alta da capital Quito, segundo testemunhas.

O presidente equatoriano, Rafael Correa, disse que o epicentro foi o vilarejo de pescadores de Mompiche, na costa do oceano Pacífico, e que o terremoto só causou alguns "pequenos danos".

"Todos fiquem calmos", disse Correa no Twitter, acrescentando que não há alerta de tsunami.

O Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico também afirmou que não há previsão de que o tremor gere um tsunami no oceano que banha o litoral do país, e o Instituto Geológico dos Estados Unidos estimou a profundidade do tremor em 10 quilômetros.

O sismo de abril, o pior a vitimar o Equador em quase sete décadas, derrubou edifícios ao longo da costa. Além das fatalidades, o desastre deixou cerca de 16.600 mil feridos e causou estimados 2 bilhões de dólares em danos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos