Egito enfrentra investigação difícil sobre desaparecimento de Airbus

CAIRO/PARIS (Reuters) - O Egito lançou uma investigação oficial sobre o desaparecimento do voo da EgyptAir nesta quinta-feira, anunciando o que especialistas em segurança chamaram de uma difícil apuração sobre o aparente sumiço do Airbus com 66 pessoas a bordo.

O A320 desapareceu das telas dos controladores sobre o Mediterrâneo, ao sul da Grécia, no trajeto de Paris para o Cairo, com Atenas dizendo que o avião deu uma guinada antes de perder altitude.

O Egito vai comandar a investigação com a ajuda de autoridades da França, onde o jato com 12 anos foi construído e também o país que tinha o maior número de cidadãos a bordo depois do Egito, afirmou Ayman al-Moqadem, chefe da agência de acidentes aéreos egípcia.

Um ministro francês afirmou que três investigadores da BEA, agência de investigação de acidentes aéreos, estavam a caminho do Egito, junto com um especialista da Airbus.

Não havia relatos imediatos se os Estados Unidos, onde a fábrica de motores Pratt & Whitney é baseada, participaria do processo.

De acordo com as regras mundiais da aviação, o país que produz os motores pode esperar participar numa investigação sobre um acidente aéreo.

Contudo, uma autoridade norte-americana declarou que as agências dos EUA temem que o Egito tentará manter os investigadores norte-americanos à distância devido a tensões que vêm desde o acidente com o EgyptAir 990 na costa dos EUA em 1999.

As relações entre agências de aviação do Egito e dos EUA são tensas desde que investigadores norte-americanos divulgaram que um copiloto suicida provocou deliberadamente o acidente com o Boeing 767.

Os investigadores egípcios acusaram a comissão de segurança do transporte nacional de distorcer as evidências para sustentar a teoria sobre o suicídio e produziu o seu próprio relatório apontando problemas técnicos.

(Por Abdelnasser Aboelfadl e Tim Hepher)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos