Segunda menina sequestrada pelo Boko Haram é resgatada na Nigéria, diz Exército

ABUJA (Reuters) - Uma segunda menina que estava entre as mais de 200 estudantes sequestradas pelo Boko Haram durante uma ação numa escola da cidade de Chibok, no nordeste da Nigéria, há mais de dois anos, foi resgatada, disse um porta-voz do Exército nigeriano nesta quinta-feira.

Um comunicado por e-mail de uma agência oficial de informações do governo afirmou que Sani Usman, porta-voz do Exército, “confirmou o resgate de outra menina de Chibok nesta noite”, acrescentando que mais detalhes seriam fornecidos posteriormente.

Amina Ali Darsha Nkeki, a primeira menina a ser resgatada, foi encontrada por soldados trabalhando num grupo paramilitar na terça-feira perto de Damboa, ao sul de Maiduguri, no remoto nordeste do país, onde o Boko Haram realiza uma insurgência de sete anos para estabelecer um Estado islâmico.

Autoridades confirmaram que Amina era uma das 219 meninas sequestradas da escola do governo em Chibok em abril de 2014.

Também nesta quinta, mais cedo, o governador do estado de Borno, onde Chibok está localizada, afirmou que o Exército fazia planos e se dirigia para um reduto do Boko Haram numa tentativa de resgatar as outras meninas.

A declaração do governador se deu um pouco depois de Amina se encontrar com o presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari.

(Por Alexis Akwagyiram e Felix Onuah)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos