Mais membros do BCE se juntam ao time do "esperar para ver"

PORTOROZ, Eslovênia (Reuters) - Várias autoridades do Banco Central Europeu (BCE) pediram paciência com sua política monetária nesta sexta-feira, apoiando as expectativas de que o banco vai adotar uma postura de esperar para ver em sua próxima reunião, em 2 de junho.

O BCE apresentou um grande pacote de estímulos em março, mas várias de suas principais medidas, como compras de dívidas corporativas e novos empréstimos extremamente baratos ao setor bancário, ainda serão implementadas.

O presidente do BCE, Mario Draghi, pediu paciência no mês passado, amenizando as expectativas do mercado --alimentadas em parte pela inflação na zona do euro que continua enraizada em zero ou em patamar negativo --de que mais medidas podem estar por vir.

Desde então, muitos membros do Conselho do BCE foram a público para defender esse posicionamento.

"O posicionamento da política monetária deve permanecer amplamente expansionista neste ponto... (e precisamos) manter um grau de paciência", disse o presidente do banco central da Estônia, Ardo Hansson, em uma conferência nesta sexta-feira.

Lutando contra a inflação muito baixa, o BCE cortou sua taxa de depósito ainda mais em território negativo em março, expandiu seu programa de compra de ativos para 1,7 trilhão de euros e ofereceu empréstimos a bancos com taxa de juros zero ou mesmo negativa.

(Por Balazs Koranyi)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos