Após polêmica, Temer decide recriar Ministério da Cultura

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente interino da República, Michel Temer, decidiu neste sábado recriar o Ministério da Cultura, após críticas da classe artística à decisão de delegar as políticas voltadas ao setor a uma secretaria vinculada ao Ministério da Educação, informou o chefe da pasta, ministro Mendonça Filho.

Segundo Mendonça, a alteração do status da secretaria deve ser publicada na segunda-feira em medida provisória. A assessoria da Educação informou que o atual secretário, Marcelo Calero, será nomeado ministro na terça-feira.

Temer assumiu interinamente o comando do Executivo há pouco mais de uma semana, após o afastamento da presidente Dilma Rousseff para que responda a um processo de impeachment.

Uma das primeiras medidas de Temer na Presidência foi promover uma reforma administrativa que previa a redução de ministérios, incluindo o da Cultura, o que gerou polêmica.

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos