Grécia irá começar a retirar imigrantes de fronteira com Macedônia dentro de dias

ATENAS (Reuters) - A Grécia irá começar a desmontar nos próximos dias um acampamento improvisado em sua fronteira norte com a Macedônia, onde milhares de imigrantes e refugiados estão retidos em condições insalubres há meses, disse o governo nesta segunda-feira.

O vasto acampamento, montado em um terreno próximo da cidade grega de Idomeni, surgiu em fevereiro, depois que o fechamento de várias divisas nos Bálcãs deixaram as pessoas no local incapazes de se locomover. A maioria seguia para a Alemanha e outros países ricos do norte europeu.

Os imigrantes, em sua maior parte oriundos de zonas de conflito na Síria, no Iraque e Afeganistão, têm se recusado a sair, apesar de terem que dormir a céu aberto em condições muito difíceis ou serem atacados pela polícia macedônia com gás lacrimogêneo. Eles vêm ignorando os apelos das autoridades gregas para que se desloquem a acampamentos organizados criados em toda a Grécia.

Giorgos Kyritsis, porta-voz do governo para a crise imigratória, afirmou à TV estatal que o processo de retirada irá começar "amanhã, no dia seguinte e será finalizado em uma semana, no máximo em 10 dias".

Indagado se o governo planeja remover todas as 8 mil pessoas que se estima estarem morando no campo, Kyritsis respondeu: "Sim. Algo como o acampamento de Idomeni não pode ser mantido. Só serve aos interesses dos traficantes de pessoas".

         (Por Karolina Tagaris e Theodora Arvanitidou)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos