Na Argentina, Serra defende "negociações mais flexíveis" no Mercosul

BUENOS AIRES (Reuters) - O ministro das Relações Exteriores, José Serra, esteve na Argentina nesta segunda-feira, onde defendeu que o Mercosul se concentre no propósito de uma área de livre comércio, depois que a entrada da Venezuela em 2012 transformou o bloco aduaneiro em um fórum para políticas de esquerda.

É preciso trabalhar para "conseguir negociações mais flexíveis" que permitam ao Mercosul concretizar acordos bilaterais, disse Serra em uma entrevista coletiva em Buenos Aires.

O bloco é composto por Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai e Venezuela, tendo Bolívia e Chile como associados.

"Nossa estratégia é a de criar mecanismos que agilizem, facilitem e flexibilizem a possibilidade de negociação com terceiros... Então vamos investir na velocidade e flexibilidade", disse ele.

A Argentina, principal destino dos produtos manufaturados brasileiros, é essencial para o Brasil em sua retomada comercial.

Em relação às negociações comerciais paralisadas entre o bloco sul-americano e a União Europeia (UE), afetadas pela crise política no Brasil e a relutância da França, o chanceler afirmou: "Eu não acho que haja algo tão crucial nos próximos seis meses" nessa tratativa.

(Por Maximiliano Rizzi)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos