PDT representa contra Jucá no Conselho de Ética do Senado

(Reuters) - O PDT entrou nesta terça-feira com representação contra o senador Romero Jucá (PMDB-RR) por quebra de decoro parlamentar no Conselho de Ética do Senado com base na conversa que ele teve com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado e divulgada na véspera pelo jornal Folha de S.Paulo.

Inicialmente, o senador Telmário Mota (PDT-RR) e o presidente do PDT, Carlos Lupi, haviam assinado denúncia contra Jucá no colegiado, mas decidiram substituir a denúncia por uma representação assinada pelo PDT, de acordo com a Agência Senado.

Na conversa com Machado, Jucá, que assim como o ex-presidente da Transpetro é investigado pela Lava Jato, teria sugerido que a troca do comando do governo federal, com o afastamento da presidente Dilma Rousseff e a chegada de Michel Temer, atualmente presidente interino, levaria a um pacto para frear os avanços da Lava Jato, que investiga um esquema de corrupção na Petrobras.

Jucá, que até segunda-feira comandava o Ministério do Planejamento de Temer e que deixou o cargo até que o Ministério Público se manifeste sobre a conversa que teve com Machado, nega quaisquer irregularidades.

A queda de Jucá, até então homem forte da gestão Temer, foi a primeira baixa do governo do presidente interino, com apenas poucos dias desde que assumiu no dia 12 de maio.

(Por Eduardo Simões, em São Paulo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos