Polícia se diz pronta para protestos em comício de Trump na Califórnia após caos no Novo México

Por Megan Cassella

WASHINGTON (Reuters) - A polícia de Anaheim, no Estado norte-americano da Califórnia, se preparou para enfrentar protestos em um comício do provável candidato presidencial republicano Donald Trump nesta quarta-feira, um dia após a eclosão de violência em um evento do magnata no Novo México.

Centenas de manifestantes tentaram invadir o centro de convenções de Albuquerque, no Novo México, onde Trump discursou na terça-feira, derrubando barricadas e atirando pedras e garrafas contra policiais do batalhão de choque.

A polícia disse que fez prisões dentro e fora do local do evento, onde manifestantes interromperam continuamente o discurso do bilionário do setor imobiliário. A conta no Twitter da polícia informou que alguns policiais foram tratados por ferimentos causados por pedras.

Do lado de fora do centro de convenções, manifestantes entoaram slogans anti-Trump e acenaram bandeiras mexicanas antes de começarem a subir nas viaturas da polícia e atirar objetos. A polícia respondeu com bombas de gás e spray de pimenta.

Em Anaheim, onde Trump deve falar às 15h (horário local) no centro de convenções de 7.500 mil lugares, as autoridades reforçaram o número de funcionários, mobilizaram agentes em motocicletas para controlar o tráfego e exortaram os presentes a se comportar, disse o sargento de polícia Daron Wyatt.

"Respeitamos os direitos de todos de protestar e dizer o que pensam", afirmou Wyatt, acrescentando que as pessoas precisam fazê-lo "pacificamente e dentro dos limites da lei".

"Se escolherem não fazê-lo, estamos preparados para adotar ações rápidas e decisivas para impor a lei".

Os confrontos entre apoiadores fervorosos de Trump e opositores barulhentos vêm marcando muitos dos eventos de campanha do postulante republicano à Casa Branca. A violência pode se tornar um obstáculo a seus esforços de acabar com as divisões de seu partido e alcançar uma parcela mais ampla do eleitorado norte-americano antes da eleição de 8 de novembro, na qual provavelmente irá enfrentar a democrata Hillary Clinton.

Dezessete pessoas foram presas no mês passado em um comício de Trump em Costa Mesa, cerca de 32 quilômetros ao sul de Anaheim, segundo reportagens da mídia, depois que manifestantes bloquearam o tráfego e atiraram pedras e entulho contra motoristas e policiais.

(Reportagem adicional de Emily Stephenson em Albuquerque)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos