Taliban invade tribunal afegão e mata 5 após jurar vingança por execuções

CABUL (Reuters) - Insurgentes do Taliban invadiram um tribunal da cidade afegã de Ghazni nesta quarta-feira, enfrentando policiais durante pelo menos uma hora em um ataque no qual 10 pessoas morreram, incluindo todos os cinco militantes, disse a polícia.

O ataque ocorreu dias depois do Taliban, que luta para depor o governo do presidente afegão, Ashraf Ghani, ter jurado vingança pela execução de seis prisioneiros do grupo no mês passado – parte de um reforço de segurança em retaliação a um ataque suicida em abril que causou 64 mortes na capital Cabul.

A ação começou quando um homem-bomba se explodiu no portão de entrada da corte e quatro outros agressores abriram caminho à força, desencadeando um combate de uma hora com a polícia, disse o chefe da corporação na cidade, Aminullah Amarkhil.

"Quatro visitantes civis e um policial foram mortos no ataque, mas nossas forças estavam em estado de alerta e logo mataram a tiros os outros suicidas", afirmou. O edifício do tribunal, que fica a 150 quilômetros de Cabul, ficou danificado, disse.

Nenhum porta-voz do Taliban estava disponível para comentar.

        

(Por Mustafa Andalib in Ghazni e Abdul Sayed em Mazar)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos