EUA adotam novas medidas para impedir acesso da Coreia do Norte ao sistema financeiro

Por Patricia Zengerle

WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos declararam a Coreia do Norte "uma preocupação prioritária quanto à lavagem de dinheiro" e tomaram medidas, na quarta-feira, para dificultar ainda mais a capacidade do regime norte-coreano de usar os sistemas financeiros norte-americano e mundial para financiar seus programas de armas.

O Departamento do Tesouro dos EUA pediu que certas instituições financeiras do país sejam proibidas de abrir e manter contas correspondentes –-que são criadas para receber depósitos ou fazer pagamentos em nome de uma instituição estrangeira-– com instituições financeiras norte-coreanas.

O Tesouro também adotou a proibição crucial do uso de contas correspondentes de terceiros nos EUA para processar transações de instituições financeiras da Coreia do Norte.

O anúncio veio dias depois do mais recente teste de míssil fracassado do país isolado. As tensões estão altas na região desde janeiro, quando Pyongyang realizou seu quarto teste nuclear, seguido do lançamento de um satélite e de testes de disparo de vários mísseis em desafio a resoluções da Organização das Nações Unidas (ONU).

Estas ações reforçaram os clamores em Washington e no exterior para que se adotem medidas para conter Pyongyang.

Reportagem adicional de Susan Heavey e Jack Kim, em Seul, e Ben Blanchard, em Pequim)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos