Confronto de polícia da Índia com invasores de seita em parque deixa 22 mortos

Sharat Pradhan

Em Lucknow (Índia)

A polícia da Índia tentou expulsar membros de uma seita obscura que ocupavam o parque de uma cidade, o que resultou em 22 mortes, incluindo dois policiais, informaram autoridades nesta sexta-feira (3).

A polícia iniciou a operação para liberar o parque de Mathura, 140 quilômetros ao sudeste da capital, Nova Déli, na quinta-feira, depois que um tribunal ordenou que as cerca de 3.000 pessoas desocupassem a área.

A Corte havia orientado as autoridades a retirar os ocupantes, que viviam no parque desde 2014, porque eles ignoraram as ordens para deixar o local.

Ocupar terrenos públicos é comum nas cidades indianas, onde os pobres muitas vezes não têm onde morar.

É frequente as autoridades deixarem esses invasores em paz por estes terem o apoio de pessoas poderosas e bem conectadas, que oferecem votos a políticos em troca da vista grossa aos ocupantes.

Debashish Panda, primeiro-secretário de Habitação do Estado de Uttar Pradesh, onde Mathura se localiza, disse à Reuters que inicialmente os policiais reagiram a disparos com gás lacrimogêneo e balas de borracha, mas que devolveram fogo quando dois colegas, entre eles um superintendente, foram mortos.

Outras autoridades afirmaram não ter ficado claro de imediato como os ocupantes foram mortos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos