Milícia xiita diz que vai atacar Falluja, no Iraque, quando civis partirem

BAGDÁ (Reuters) - Uma milícia xiita iraquiana apoiada pelo Irã disse neste sábado que planeja atacar Falluja, fortaleza do Estado Islâmico próxima à Bagdá, quando civis deixarem a cidade, recuando de declarações anteriores de que deixaria essa tarefa para o exército iraquiano.

"Não vamos entrar em Falluja enquanto houver famílias na cidade", disse Hadi al-Amiri, o líder da Organização Badr, o maior componente da coalizão paramilitar xiita conhecida como Hashid Shaabi, ou Mobilização Popular.

"É claro, vamos entrar e livrar a cidade dessa glândula cancerígena e ninguém vai nos impedir", disse ele, questionado sobre o que aconteceria se civis conseguirem fugir da cidade sunita que fica a 50 quilômetros de Bagdá.

Falluja foi a primeira cidade iraquiana capturada pelo Estado Islâmico, em janeiro de 2014, e a segunda maior ainda sob seu controle, depois de Mosul, no norte. Políticos sunitas têm expressado preocupação com a possibilidade de a presença de milícias xiitas ao lado do exército na batalha para retomar a cidade leve a violência sectária.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos