Papa diz que vai exonerar bispos em caso de negligência com crimes sexuais

MILÃO (Reuters) - Bispos que foram "negligentes" ao lidar com padres acusados de abuso sexual de menores serão investigados e poderão ser exonerados de seus cargos, segundo um decreto papal divulgado neste sábado.

O papa Francisco prometeu tolerância zero para qualquer um na igreja que abusar de crianças e comparou tal abuso a uma "reunião satânica". Ele estabeleceu em 2014 uma comissão do Vaticano que deveria estabelecer as melhores práticas para erradicar abusos nas paróquias.

Com o decreto, ele coloca em ação o que prometeu no ano passado, quando aprovou um tribunal do Vaticano para julgar bispos acusados de encobrir ou deixar de prevenir o abuso de menores.

A Igreja Católica Romana tem sido abalada nos últimos 15 anos por escândalos com padres que abusaram sexualmente de crianças e foram transferidos de paróquia para paróquia, ao invés de terem sido entregues às autoridades e excomungados.

(Reportagem de Agnieszka Flak)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos