China diz "não temer problemas" no Mar do Sul

CINGAPURA (Reuters) - A China rejeitou neste domingo a pressão dos Estados Unidos para conter suas atividades no Mar do Sul da China, reafirmando sua soberania sobre a maior parte do território disputado declarando "não temer problemas".

No último dia da maior cúpula de segurança da Ásia, o almirante Sun Jianguo disse que a China não será intimidada, incluindo sobre o processo pendente no tribunal internacional relacionado às reivindicações chinesas na importante rota comercial.

"Não criamos problemas, mas não temos medo deles", disse Sun ao Shangri-La Dialogue, em Cingapura, onde mais de 600 autoridades de segurança, militares e de governos se reuniram durante três dias. "A China não vai arcar com as consequências, nem permitir qualquer violação em sua soberania ou seus interesses, ou ser indiferente a alguns países criando o caos no Mar do Sul da China."

No sábado, funcionários de alta patente norte-americanos, incluindo o secretário de Defesa, Ash Carter, advertiram a China sobre o risco de isolamento internacionalmente e se comprometeram em manter a segurança na Ásia por décadas.

(Reportagem de Marius Zaharia e Lee Chyen Yee)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos