Eleitores suíços rejeitam proposta de renda básica

ZURIQUE/BERN (Reuters) - Eleitores suíços rejeitaram por ampla margem neste domingo uma proposta para introduzir uma renda básica garantida para todos os que vivem no rico país depois de um debate inquieto sobre o futuro do trabalho em um momento de crescente automação.

Defensores da ideia haviam dito que a introdução de uma renda mensal de 2.500 francos suíços (2.563 dólares) por adulto e 625 francos por criança com menos de 18 não importa o quanto eles trabalham iria promover a dignidade humana e de serviço público.

Os opositores, incluindo o governo, disseram que custaria muito e enfraqueceria a economia.

Projeções da empresa de pesquisa GFS para emissora suíça SRF mostraram que quase quatro em cada cinco eleitores eram contra à ousada experiência social lançado pelo dono do café Basel, Daniel Haeni, e aliados em uma votação sob o sistema suíço de democracia direta.

(Reportagem de Silke Koltrowitz e Marina Depetris)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos