Janot acusa ministro do Turismo do ter recebido recursos desviados da Petrobras, diz Folha

(Reuters) - O ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, agiu para obter recursos desviados da Petrobras em troca de favores para a empreiteira OAS, afirmou a Procuradoria-Geral da República em pedido de abertura de inquérito enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF), segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo nesta segunda-feira.

Segundo o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, parte do dinheiro desviado da estatal como parte do esquema de corrupção investigado pela operação Lava Jato teria sido destinado à campanha de Alves ao governo do Rio Grande do Norte em 2014, em que ele foi derrotado, de acordo com a Folha.

O esquema envolveria, além do ministro do Turismo, o deputado afastado e presidente suspenso da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acrescenta o jornal. Alves foi ministro da presidente afastada Dilma Rousseff e voltou ao cargo sob a gestão do presidente interino Michel Temer.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos