Índia diz que trabalhará para implementar Acordo de Paris sobre clima neste ano

WASHINGTON (Reuters) - A Índia concordou em trabalhar para se juntar neste ano ao Acordo de Paris sobre mudanças climáticas, disseram nesta terça-feira a Índia e os Estados Unidos, dando ímpeto à luta internacional para reduzir o aquecimento global.

O presidente dos EUA, Barack Obama, se reuniu com o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, na Casa Branca nesta terça.

"Nós discutimos como podemos, o mais rápido possível, colocar o Acordo de Paris em vigor”, disse Obama à imprensa, durante as discussões no Salão Oval.

Os dois países participaram das negociações que resultaram no pacto histórico na França. Os EUA pretendem ratificar o acordo neste ano, e os dois países afirmaram num comunicado conjunto que a Índia almejava fazer o mesmo.

A Índia é terceiro maior emissor global de gases do efeito estufa, depois da China e dos EUA.

"A Índia e os EUA reconhecem a urgência das mudanças climáticas e compartilham o objetivo de possibilitar a entrada em vigor do Acordo de Paris o mais cedo possível”, declarou o comunicado conjunto.

"Os EUA reafirmam o seu compromisso de se juntar ao acordo o mais cedo possível neste ano. A Índia de maneira similar começou o seu processo para trabalhar rumo a esse objetivo compartilhado.”

O acordo, firmado no ano passado, entrará em vigor quando pelo menos 55 países representando 55 por cento das emissões globais o ratificarem. Até agora, 17 países pequenos ratificaram o acordo, segundo as Nações Unidas, e muitos outros, incluindo os EUA e a China, prometeram a ratificação para este ano.

(Por Jeff Mason e Valerie Volcovici)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos