Organização estima 320 imigrantes mortos em naufrágio da semana passada em Creta

GENEBRA (Reuters) - Aproximadamente 320 imigrantes e refugiados podem ter se afogado em um naufrágio na costa da ilha grega de Creta na semana passada, disse a Organização Internacional para as Migrações (OIM) nesta terça-feira, citando relatos de sobreviventes.

No domingo, a Guarda Costeira da Grécia informou que os imigrantes que sobreviveram contaram às autoridades que seu barco zarpou do Egito com cerca de 350 pessoas. Na sexta-feira, autoridades gregas afirmaram que 340 pessoas foram resgatadas e que nove corpos foram recuperados a cerca de 75 milhas náuticas ao sul de Creta.

Mas os sobreviventes levados ao porto italiano de Augusta que conversaram com funcionários da OIM relataram que a embarcação levava quase o dobro do suposto número de passageiros.

"Soubemos dos sobreviventes em Augusta, na Itália, que 648 ou 650 homens, mulheres e crianças estavam naquele barco. Ouvimos os dois números de sobreviventes diferentes, e alguns deles fizeram questão de explicar que os traficantes de pessoas fizeram uma contagem duas vezes por dia antes da partida", disse o porta-voz da OIM, Joel Millman, em um boletim à imprensa.

"Agora tememos que cerca de 320 imigrantes e refugiados continuem desaparecidos, com base nos testemunhos recebidos de sobreviventes", afirmou a entidade em um comunicado.

Pelo menos 10 corpos foram encontrados, segundo Millman. O número exato de sobreviventes não está claro, mas parece ultrapassar 300.

         (Por Stephanie Nebehay)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos