Senado aprova indicação de Ilan Goldfajn à presidência do BC; nomeação precisa sair no DO

BRASÍLIA (Reuters) - O Senado aprovou nesta terça-feira a indicação de Ilan Goldfajn à presidência do Banco Central pelo placar de 56 votos a favor e 13 contra.

Para que o ex-economista-chefe do banco Itaú assuma o cargo, sua nomeação precisa ser publicada no Diário Oficial da União, no qual também sairá a exoneração do atual presidente da autoridade monetária, Alexandre Tombini.

Segundo fonte do BC com conhecimento direto do assunto, Tombini ainda seguirá à frente do BC na quarta-feira, segundo dia de reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), quando será anunciada a próxima decisão sobre a taxa básica de juros.

Antes do nome de Ilan ser referendado em plenário do Senado, ele foi aprovado na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) da Casa nesta terça-feira. Em sabatina, Ilan defendeu a inflação na meta central do governo, regime de câmbio livre e a autonomia do BC.

(Por Maria Carolina Marcello e Marcela Ayres)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos