Explosão em delegacia mata 2 policiais e deixa vários feridos na Turquia

MARDIN, Turquia (Reuters) - Dois policiais morreram e diversas pessoas ficaram feridas na explosão de um carro-bomba contra uma delegacia nesta quarta-feira na cidade turca de Midyat, relatou a mídia local, um dia após uma bomba, que tinha policiais como alvo, matar 11 pessoas em Istambul.

Fontes médicas disseram à Reuters que mais de 20 pessoas, incluindo policiais e civis, ficaram feridas no ataque na província de Mardin, que fica na fronteira com Síria e é parte da área turca com grande presença curda.

Dois policiais foram mortos na explosão, relatou a agência de notícias Dogan. A explosão destruiu a fachada de um prédio de cinco andares, danificou outros prédios próximos e deixou uma forte fumaça preta na área.

Confrontos ocorreram entre forças da segurança e militantes do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) em Midyat após a explosão, disseram fontes da segurança. O PKK lidera uma insurgência que já dura três décadas pela autonomia curda no sudeste e a violência cresceu desde a quebra de um acordo de cessar-fogo, há quase um ano.

Não houve reivindicação de responsabilidade pelo ataque de terça-feira em Istambul, no qual um carro-bomba destruiu um ônibus policial durante a hora do rush matinal. Mas militantes curdos protagonizaram ataques similares contra forças da segurança no passado, incluindo em Istambul e na capital Ancara.

A Turquia diz que o PKK, considerado organização terrorista por Ancara, União Europeia e Estados Unidos, possui laços ideológicos e logísticos parecidos com os de uma milícia que opera no norte da Síria.

(Reportagem de Seyhmus Cakan e Daren Butler)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos