Mais de 3 mil imigrantes são resgatados na costa da Itália; 2 corpos encontrados

Por Steve Scherer

ROMA (Reuters) - Mais de 3 mil imigrantes em barcos foram resgatados no mar Mediterrâneo ao longo dos últimos dois dias, e dois corpos foram encontrados no mar, informou a guarda costeira italiana nesta quinta-feira.

A guarda costeira da Itália coordenou os resgates de imigrantes de 15 barcos diferentes nesta quinta, salvando 1.950 deles. Dois corpos foram resgatados de um bote de borracha. Cerca de 1.100 imigrantes foram resgatados no mar na quarta-feira.

A guarda costeira não tinha detalhes sobre as nacionalidades dos imigrantes.

Todos os resgates aconteceram no mar entre a Itália e a Líbia, onde traficantes de pessoas operam impunemente em meio ao caos provocado por uma guerra civil.

As embarcações HMS Enterprise, da Grã-Bretanha, e FGS Frankfurt, da Alemanha, que patrulhavam a área como parte da operação europeia contra o tráfico de pessoas, resgataram juntas imigrantes de sete barcos, segundo a guarda costeira italiana.

Um barco dos Médicos Sem Fronteiras, o Dignity 1, resgatou quase 500 pessoas de quatro barcos, enquanto a embarcação Phoenix, do grupo de ajuda humanitária Migrant Offshore Aid Station, salvou 243 pessoas que estavam em dois barcos.

A Itália está na linha de frente da crise imigratória, que está atualmente em seu terceiro ano. Quase 50.000 pessoas chegaram ao litoral italiano este ano, cerca de 10 por cento abaixo do que no mesmo período no ano passado, de acordo com o Ministério do Interior.

O tempo mais quente e o mar mais clamo levaram a um aumento nas tentativas de travessia ao longo das últimas três semanas, e a uma alta no número de mortes, segundo a Organização Internacional para as Migrações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos