Parlamentares de oposição venezuelana denunciam ataques durante protesto contra Maduro

Por Girish Gupta

CARACAS (Reuters) - Parlamentares da oposição venezuelana disseram ter sido atacados por grupos pró-governo durante uma manifestação na sede do conselho eleitoral, nesta quinta-feira, para pedir um referendo revogatório contra o presidente Nicolás Maduro.

O incidente ocorreu em meio à crescente tensão na Venezuela, onde uma profunda crise econômica alimenta o aumento de protestos por falta de comida e outros bens de consumo, assim como marchas organizadas para pedir a saída de Maduro.

Parlamentares publicaram no Twitter fotos do líder da maioria do Assembleia Nacional, Julio Borges, com sangue saindo do seu nariz e boca.

"Diversos parlamentares foram atacados, a Guarda Nacional não fez nada para nos proteger", disse o legislador da oposição Juan Guaido no Twitter.

Não houve comentários imediatos no governo.

O grupo de deputados da oposição tentava entrar na sede do conselho eleitoral para pedir que acelere o processo de verificação de assinaturas de pessoas que querem um referendo.

A Suprema Corte da Venezuela proibiu protestos próximos a sedes do órgão eleitoral, alegando preocupação com a segurança após violência em manifestações recentes da oposição.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos