Líder da Al Qaeda promete lealdade ao novo chefe do Taliban

Por Mostafa Hashem

CAIRO (Reuters) - O líder da Al Qaeda, Ayman al-Zawahri, prometeu, em uma mensagem de áudio online, lealdade ao novo chefe do Taleban afegão, que foi nomeado no mês passado depois da morte de seu antecessor em um ataque com drones dos EUA.

O militante islâmico veterano assumiu a liderança da Al Qaeda depois que os EUA mataram Osama bin Laden no Paquistão, em 2011. Acredita-se que ele esteja escondido na região da fronteira entre Paquistão e Afeganistão desde a década de 1990.

"Como líder da organização Al Qaeda para a jihad, prometo mais uma vez estender minha fidelidade à abordagem de Osama, para convidar a nação muçulmana a apoiar o Emirado Islâmico", disse Al Zawahri em uma gravação de 14 minutos.

Durante seus anos no poder, de 1996 a 2001, o Taliban estabeleceu o Emirado Islâmico do Afeganistão e, desde então, vem lutando contra a insurgência para recuperar o controle do país. A autenticidade da gravação ainda não pôde ser verificada.

O jurista islâmico Haibatullah Akhundzada, um dos representantes do ex-líder Mulá Akhtar Mansour, foi nomeado poucos dias depois que Mansour foi morto por um ataque de drones norte-americanos em uma área remota da fronteira, dentro do Paquistão.

Desde que Al Zawahri, um médico egípcio que virou militante, sucedeu Bin Laden, a Al Qaeda perdeu terreno para o Estado islâmico na liderança do movimento jihadista global.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos