Ataques aéreos em Idlib, na Síria, matam mais de 20, diz observatório

BEIRUTE (Reuters) - Ataques aéreos realizados por aviões sírios ou russos mataram mais de 20 pessoas na cidade de Idlib neste domingo, disse o grupo de monitoramento Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Áreas atingidas incluem um mercado e ao menos cinco crianças estão entre os mortos, disse o observatório com sede na Grã-Bretanha. A entidade disse que o número de mortos deve aumentar por conta da quantidade de pessoas seriamente feridas.

O observatório afirmou não saber se foram jatos sírios ou russos que realizaram os ataques. Ambos estão operando na área.

A Rússia enviou aviões militares para a Síria no ano passado para apoiar o presidente Bashar al-Assad contra rebeldes que buscam encerrar seu mandato e deu apoio a forças do governo sírio em uma luta separada contra o Estado Islâmico mais para o leste.

A cidade de Idlib e a província com o mesmo nome é um reduto de grupos rebeldes incluindo a Frente Nusra, ligada à al-Qaeda. Ataques aéreos na cidade de Maarat al-Numan, cerca de 30 quilômetros a sul de Idlib, mataram outras seis pessoas, disse o observatório.

(Por John Davison)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos