Obama diz que não há evidências claras de que atirador de Orlando foi orientado por extremistas

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que não há evidências claras de que o atirador do massacre de domingo em Orlando, na Flórida, foi orientado por uma rede terrorista para cometer o ataque.

"Neste estágio não vemos evidências claras de que ele foi direcionado" por extremistas, disse Obama a repórteres, falando no Salão Oval da Casa Branca.

Obama afirmou ainda que o atirador, Omar Mateen, foi "inspirado por diversas informações extremistas que foram disseminadas pela Internet".

(Reportagem de Tim Gardner e Alana Wise)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos