Vale interrompe uso de ferrovia Sena em Moçambique após ataques, diz agência estatal

MAPUTO (Reuters) - A mineradora brasileira Vale interrompeu o transporte de carvão na linha férrea de Sena, em Moçambique, que carrega carvão de suas minas no interior do país para o Porto da Beira, no Oceano Índico, após dois ataques armados em seus trens na semana passada, informou a agência de notícias estatal nesta terça-feira.

Em ambos os ataques, os atiradores dispararam contra a cabine da locomotiva líder, informou a agência de notícias, acrescentando que ninguém foi morto, mas um membro da tripulação foi ferido.

A Vale tem uma rota alternativa para suas exportações de carvão em uma nova ferrovia até o porto de Nacala-a-Velha, disse a agência.

Na sexta-feira, a Vale afirmou que vinha trabalhando com autoridades para garantir que as atividades logísticas na linha ferroviária pudessem continuar com segurança após os ataques.

(Por Nqobile Dludla)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos