Líder de associação de torcedores russos será expulso da França; três são presos

MARSELHA (Reuters) - O chefe de uma associação russa de torcedores de futebol, Alexander Shprygin, está entre 20 torcedores russos que serão expulsos da França nos próximos dias, depois da violência na partida entre a Rússia e a Inglaterra pela Euro 2016, disse uma fonte policial nesta quinta-feira.

Os 20 fazem parte de um grupo de 43 torcedores detidos pela polícia na região de Marselha no início da semana.

Também nesta quinta-feira três torcedores russos foram presos por um ano, 18 meses e dois anos, respectivamente, segundo decisão de um tribunal de Marselha, por planejarem atos com a intenção de machucar pessoas e destruir propriedades.

Com a decisão, o total de pessoas que receberam penas de prisão por causa violência de torcidas em Marselha durante a Euro é até agora 12, disse o promotor Brice Robin à imprensa. Outros sete foram proibidos de entrar em estádios, e quatro ainda têm que ser julgados por roubo com violência, afirmou.

"Essa é uma mensagem forte para todos aqueles desordeiros que provocam confusões nos esportes com violência, e cujo comportamento é completamente inaceitável e resultou em dois torcedores ingleses seriamente feridos”, declarou Robin.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos