Sanders promete ajudar Hillary a derrotar Trump, mas mantém campanha ativa

Por John Whitesides

WASHINGTON (Reuters) - Bernie Sanders prometeu na quinta-feira trabalhar com a provável indicada presidencial democrata Hillary Clinton para derrotar o republicano Donald Trump na eleição de 8 de novembro, mas não desistiu formalmente da corrida pela Casa Branca.

Sanders não declarou apoio a Hillary durante um discurso pela internet a seus apoiadores, mas deixou claro que está mudando o foco para a formação de um movimento popular para lutar por sua pauta de políticas sociais e mudar o Partido Democrata.

"A grande tarefa política que iremos encarar nos próximos cinco meses é fazer com que Donald Trump seja derrotado, e bem derrotado, e eu pessoalmente pretendo iniciar meu papel nesse processo em um período de tempo muito curto", afirmou o senador de Vermont.

"Também espero trabalhar com a (ex) secretária (de Estado) Hillary para transformar o Partido Democrata, de forma que ele se torne um partido das pessoas trabalhadoras e das pessoas jovens, e não só de doadores de campanha ricos", disse ele no discurso transmitido de sua cidade-natal, Burlington.

Sanders, que resistiu às pressões de seus correligionários para que desistisse da disputa e endossasse Hillary desde que ela garantiu a indicação da legenda na semana passada, disse que irá continuar lutando por suas metas: reduzir a desigualdade de renda, livrar a política do poder do dinheiro e conter Wall Street.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos