Tropas turcas matam 11 sírios que tentavam atravessar fronteira, dizem ativistas

AMMAN (Reuters) - Guardas de fronteira turcos mataram pelo menos 11 sírios, a maioria de uma única família, enquanto tentavam atravessar para a Turquia a partir da Síria, informaram ativistas e um grupo de acompanhamento neste domingo.

Pelo menos duas mulheres e quatro crianças estavam entre os mortos nos tiroteios durante a noite, quando refugiados procuraram atravessar para Turquia a partir da aldeia fronteiriça de Khirbet al Jouz, informou observatório de Direitos Humanos baseado na Grã-Bretanha em relatório sustentado por vários ativistas na área.

O monitor, que acompanha a violência em toda a Síria, disse ter documentado as mortes de quase sessenta civis enquanto tentavam fugir da Síria desde o início do ano em tiroteios com guardas de fronteira turcos.

As autoridades turcas não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos