Acionistas do Facebook aprovam nova classe de ações para manter Zuckerberg no comando

(Reuters) - Acionistas do Facebook aprovaram proposta de criar uma nova classe de ações sem direito a voto, medida com o objetivo de permitir que o presidente-executivo da empresa, Mark Zuckerberg, abra mão de suas ações sem perder controle da companhia fundada por ele.

O plano da companhia de emitir duas ações "Classe C" para cada ação Classe A e Classe B detidas por acionistas, no que é, na prática, um desdobramento de ações, foi aprovado por acionistas do Facebook na assembleia geral da companhia nesta segunda-feira.

As ações Classe C serão negociadas publicamente sob um novo código.

Zuckerberg havia afirmado em dezembro que pretendia colocar 99 por cento de suas ações no Facebook em um novo projeto filantrópico com foco em potencial humano e igualdade.

A criação das ações Classe C permitiria que Zuckerberg vendesse as ações sem direito a voto, mas mantivesse as ações votantes Classe A e Classe B que permitiriam a manutenção do controle do Facebook.

Zuckerberg planeja comandar o Facebook "por um período muito longo", disse o presidente-executivo de 32 anos a acionistas.

Acionistas também aprovaram a continuação do mandato de todos os oito membros do conselho, incluindo o investidor bilionário Peter Thiel, que estavam concorrendo à reeleição.

O Facebook anunciou o plano de criar a nova classe de ações sem direito a voto em 27 de abril. A aprovação do plano era praticamente certa já que Zuckerberg controla a empresa.

(Por Anya George Tharakan)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos