Ataques a bomba separados matam ao menos 22 no Afeganistão

Por Mirwais Harooni

CABUL (Reuters) - Mais de 20 pessoas foram mortas por ataques a bomba separados no Afeganistão nesta segunda-feira, incluindo pelo menos 14 quando um homem-bomba atacou um micro-ônibus que levava prestadores de serviços de segurança nepaleses na capital afegã, disseram autoridades.

Em Cabul, uma testemunha da Reuters viu várias vítimas aparentemente fatais e no mínimo duas pessoas feridas sendo retiradas dos restos distorcidos de um ônibus amarelo depois que o suicida atingiu o veículo durante a hora do rush matinal.

Horas mais tarde, uma bomba plantada em uma motocicleta matou pelo menos oito civis e feriu outras 18 pessoas em um mercado lotado de Badakhshan, província do norte afegão, disse o porta-voz do governo provincial, Naveed Frotan, que informou que o saldo de mortos pode aumentar.

Os ataques são os mais recentes de uma escalada da violência que ressalta os desafios enfrentados pelo governo afegão em Cabul e por seus apoiadores estrangeiros, no momento em que Washington retira paulatinamente suas últimas tropas do país, apesar de uma insurgência persistente.

O porta-voz do Ministério do Interior Sediq Sediqqi disse no Twitter que 14 pessoas foram mortas e oito ficaram feridas no ataque em Cabul e que a polícia está trabalhando para identificar as vítimas.      

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos