Premiê italiano sofre revés com avanço do Movimento 5-Estrelas em eleições municipais

Por Crispian Balmer e Gavin Jones

ROMA (Reuters) - O primeiro-ministro da Itália, Matteo Renzi, foi derrotado pelo partido anti-establishment Movimento 5-Estrelas nas eleições locais em Roma e Turim, diminuindo suas chances de vencer um referendo em outubro.

Virginia Raggi, advogada de 37 anos, fez história ao se tornar a primeira mulher a assumir a prefeitura da capital italiana, em um resultado que representa um grande avanço para o 5-Estrelas, que se alimenta da indignação popular com a corrupção generalizada.

"Uma nova era está começando para nós", disse Virginia, que conquistou 67 por cento dos votos no segundo turno da eleição. "Vamos trabalhar para trazer de volta a legalidade e a transparência às instituições da cidade".

Como consolo para Renzi, seu partido de centro-esquerda, Partido Democrata, manteve o poder na capital financeira italiana, Milão, e na cidade de Bologna, derrotando partidos mais tradicionais em ambas as cidades.

Renzi disse que não iria deixar o cargo independentemente dos resultados de domingo. Em vez disso, ele colocou seu futuro em jogo no referendo sobre reforma constitucional que, segundo ele, irá levar estabilidade à Itália e acabar com a tradição de governos de curta duração.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos