Colômbia pode acertar cessar-fogo com os rebeldes nesta semana

BOGOTÁ (Reuters) - A Colômbia vai chegar a um acordo para um cessar-fogo bilateral como parte das negociações de paz com os rebeldes das Farc nesta semana, disse o presidente do país, Juan Manuel Santos, nesta terça-feira, no que ele disse que representaria um avanço-chave no diálogo para terminar com 50 anos de guerra.

Santos afirmou nesta semana que o governo e os rebeldes das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) finalizarão a negociação de mais de três anos até 20 de julho.

"Se os negociadores fizerem um esforço final para dar conta da questão decisiva que é o cessar-fogo e o fim das hostilidades, nós teremos tomado um passo fundamental para conseguir a paz”, afirmou Santos, em discurso num evento sobre educação em Bogotá.

"Eu peço a Deus que nos dê a força necessária para finalizar com esses acordos nesta semana, porque nós já estamos quase os completando.”

Fontes de governo afirmaram que o acordo provavelmente não significará um cessar-fogo começando imediatamente, mas que o anúncio traria os detalhes de um cessar-fogo previsto para começar quando o acordo final de paz for assinado.

Um acordo de cessar-fogo vai provavelmente incluir detalhes sobre como os rebeldes vão se desmobilizar, declararam as fontes, e o líder das Farc, Rodrigo Londoño, mais conhecido como Timochenko, poderia assinar o documento com Santos na quinta ou na sexta-feira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos