Egito cogita enviar caixas-pretas de avião da EgyptAir ao exterior para conserto

CAIRO (Reuters) - Investigadores egípcios irão decidir ainda nesta terça-feira se as unidades de memória das caixas-pretas do voo MS804 da companhia aérea EgyptAir precisarão ser enviadas ao exterior ou se podem ser consertadas localmente, informou o ministro da Aviação Civil do Egito, Sherif Fathy.

Caso as unidades de memória do avião acidentado sejam encaminhadas para fora do país, o serão por um período de 24 horas e sob supervisão do Egito, disse Fathy a repórteres durante a assinatura de um contrato com uma empresa de segurança aeroportuária.

"Os especialistas do Comitê Egípcio de Investigação de Acidentes Aéreos irão determinar hoje se as unidades de memória das caixas-pretas precisam ser enviadas ao exterior, em cujo caso o serão por 24 horas sob supervisão egípcia", afirmou o ministro.

O Egito irá decidir para que país encaminhá-las, acrescentou.

Os investigadores estão recebendo assistência do Escritório de Inquéritos e Análises para a Segurança da Aviação Civil da França (BEA, na sigla em francês) e do Conselho Nacional de Segurança dos Transportes dos Estados Unidos.

O Airbus A320 caiu no dia 19 de maio quando voava do Cairo a Paris, matando todas as 66 pessoas a bordo. A França está participando da investigação por ser o ponto de partida do avião e o país de produção da aeronave – o motor da aeronave era norte-americano.

"Não iremos tratar o caso do avião de maneira política, e os resultados da investigação serão anunciados com absoluta transparência", afirmou Fathy.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos