Trump minimiza desvantagem em arrecadação de campanha e cita fortuna pessoal

Por Ginger Gibson

WASHINGTON (Reuters) - O republicano Donald Trump afirmou nesta terça-feira que os recursos "ilimitados" de sua fortuna pessoal ajudariam a compensar a baixa arrecadação da sua campanha, apesar de ele ter tomado medidas para atrair novos doadores para ajudá-lo a vencer a corrida pela Casa Branca.

O magnata de Nova York do setor imobiliário angariou somente 3,1 milhões de dólares em contribuições individuais em maio e terminou o mês com 1,3 milhão de dólares em caixa, ficando bem atrás da sua rival democrata, Hillary Clinton, que arrecadou 26 milhões de dólares e fechou o mês com 42 milhões de dólares.

Os números indicam a grande vantagem financeira que Hillary espera ter na campanha para a eleição presidencial de 8 de novembro, uma superioridade que pode representar uma grande equipe e milhões de dólares em propaganda digital e televisiva nos Estados mais disputados.

Trump, que abertamente evitou doações na disputa pela nomeação do partido, rebateu críticas de republicanos que dizem que ele precisa levantar fundos para a eleição geral contra Hillary. A campanha dele pode precisar de 1 bilhão de dólares de acordo com algumas estimativas, mas Trump disse que dinheiro não é problema.

“Se necessário, pode haver dinheiro na mão ilimitado já que eu poria os meus próprios recursos”, declarou ele em comunicado, no qual afirma ter colocado gasto mais de 50 milhões de dólares na sua empreitada para chegar à Casa Branca.

O candidato bilionário também afirmou que a sua campanha custa menos que uma tradicional porque ela “é mais enxuta e mais eficiente, como o nosso governo deve ser”.

Trump diz ter mais de 10 bilhões de dólares, mas que muito do seu dinheiro está em propriedades e negócios. Estimativas de grupos externos avaliam que a riqueza poderia ser de apenas 1 bilhão de dólares. A revista Forbes calcula a fortuna de Trump em 4,5 bilhões de dólares.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos